Home
Fitness


Fitness | Estratégias para não exagerar na gastronomia das festas de fim de ano
Friday, 14 December 2018 00:00


O inverno chegou e com ele vem aquela vontade de ficar em casa debaixo das cobertas e comer todas as delícias que esta estação sugere. Às vezes é difícil não exagerar na comilança de fim de ano. Você come uma refeição saudável em casa, acha que está indo bem, depois sai de casa e começam as tentações das tradições gastronômicas das festas de fim de ano. É comida por todo lado! Você fica com fome, e logo está comendo rabanada, panetone, cookies e sobremesas, arruinando a sua dieta.


Controle o seu índice glicêmico

Adicionar vinagre e canela às refeições é uma excelente dica para controlar o açúcar no sangue. O vinagre tem mostrado reduzir o índice glicêmico (o que significa que você metaboliza a comida mais lentamente), acrescenta sabor ácido aos molhos de salada, molhos e legumes assados sem muitas calorias. Para um aroma agradável, adicione canela a tudo, desde café, chás e sucos ao chili. Como o vinagre, a canela retarda a velocidade com que a comida transita do estômago para o intestino, e isso o mantém mais cheio e ajuda a evitar a depressão pós-refeição.


Não fique com fome e coma devagar

A correria no final do ano acaba preenchendo toda a nossa agenda, não sobrando muito tempo para cozinhar. Ficar longas horas sem comer é ruim, pois você acaba compensando e come demais, aumentando os seus níveis de insulina, fazendo com que você se sinta cansado, depois com fome de novo. Então você come em excesso novamente. Em vez de tentar resistir à fome, coma algo saudável, faça um pequeno lance entre as refeições, mesmo quando você não estiver com fome. Assim você comerá menos e tenderá a comer mais devagar.

Quando você engole comida, há um atraso considerável antes de sentir qualquer saciedade. Este atraso é geralmente entre 10 e 30 minutos. Devido a esse atraso, tendemos a comer mais alimentos do que realmente precisamos. E quanto mais rápido comemos, mais tendemos a consumir em uma refeição mais tarde.


Beba água, e não bebidas calóricas

Ficar desidratado causa cansaço e confusão mental. A falta de água no organismo também pode causar uma sensação que é facilmente confundida com a fome. Por outro lado, as calorias líquidas, como sucos e refrigerantes, não são suficientes quando você está desidratado, e a rápida digestão causa aumentos de insulina. Portanto, evite as bebidas açucaradas e opte por água com gás. Você pode acrescentar limão, morango ou pepino, se quiser, para dar um sabor melhor.

Beber pelo menos três quartos de um galão de água por dia. Além disso, certifique-se de beber um copo cerca de 20 minutos antes de cada refeição para aliviar o apetite.

Não se esqueça que o consumo de bebida alcoólica costuma se elevar no frio, o que pode aumentar o consumo de calorias e, consequentemente, atrapalhará a sua dieta. Portanto, moderação é fundamental. Não esqueça que cada grama de álcool fornece 7 kcal. Se você for beber, opte pelo vinho tinto, pois tem propriedades antioxidantes que fazem bem à saúde.


Não deixe o frio te desencorajar ao exercício!

Atividade física é essencial para o funcionamento do organismo. Além do gasto de energia, libera hormônios do bem-estar, mantendo, assim, o estresse sobre controle, o que ajuda a controlar a fome.

Com o frio do inverno aqui nos Estados Unidos é fácil ficarmos desanimados na hora de fazer exercícios. Mas, na verdade, ele pode ser um aliado na hora de malhar. Alguns especialistas afirmam que o corpo queima mais caloria durante o exercício realizado quando está frio, para tentar manter a temperatura do interna do corpo. Mas não malhe exposto ao frio, para que o seu organismo não sofra durante a atividade física, e sempre faça um alongamento e aquecimento prévio, com movimentos leves para facilitar a adaptação do metabolismo no momento do exercício.

Fazer aulas de hidroginástica, pilates, musculação ou até mesmo exercícios em casa são excelentes atividades para o inverno. Outro incentivo para não deixar a malhação de lado nessa estação é o de que a com a prática de esportes e exercícios, é possível aumentar a resistência do organismo e minimizar os riscos de gripes e resfriados.



Da Redação

Last Updated on Friday, 14 December 2018 15:42
 


Translate

Portuguese English Spanish