Home Mundo Esportivo Mundo Esportivo | Atlanta pode receber academia de futebol com assinatura “Ronaldinho Gaúcho”
Mundo Esportivo | Atlanta pode receber academia de futebol com assinatura “Ronaldinho Gaúcho”
Monday, 14 November 2016 00:00


“Malabarista”, “craque”, “gênio”, “fenomenal”, “monstro da bola”, ou simplesmente “o cara”. Encontrar adjetivos para tentar explicar o talento de Ronaldinho Gaúcho é chover no molhado. O vocabulário é vasto quando se trata desse “gênio da bola” que nos últimos 20 anos foi ovacionado e admirado por milhares de apaixonados pelo futebol arte mundo afora.

Atlanta se prepara para ter no próximo ano o seu primeiro time de futebol profissional na liga MLS. Dentro dessa perspectiva e visão empresarial, o empresário Thiago Silva e o ex-jogador do São Paulo, treinador e também empresário Harison Nery, resolveram trazer para Atlanta o jogador que já foi escolhido pela FIFA por duas vezes como o melhor jogador do mundo. Os empresários trouxeram o talento de Ronaldinho Gaúcho e alguns dos seus amigos para uma partida memorável contra uma seleção local no estádio do Atlanta Silverbacks.

“Dinho”, como é carinhosamente aclamado e idolatrado pela comunidade hispana que ocupou 90% do acanhado estádio do Atlanta Silverbacks, clube que disputa a North American Soccer League (NASL), trouxe outros amigos. Junto com a “fera” veio o craque lateral Gabriel, filho do lendário e ex-jogador do Corinthians Wladimir. Gabriel passou por São Paulo, Cruzeiro, Fluminense, Grêmio Internacional, e recentemente estava defendendo o Fort Lauderdale Strikers, do ex-jogador e agora cartola Ronaldo “Fenômeno”. Outros também vieram, como Vitor Junior, ex-Cruzeiro, Botafogo e outros clubes, e Felipe Alvim, ex-Flamengo. O time dos “amigos de Ronaldinho” foi formado por jogadores brasileiros da liga local, e jogaram contra o “Atlanta All Stars”, com destaque para o craque formado na base do América Mineiro, Felipe Marcel, que fez um belo gol num chute cruzado de esquerda, e foi carinhosamente abraçado pelo astro da noite Ronaldinho.

Quando a bola rolou, os 6.800 torcedores presentes no estádio fitaram seus olhos e direcionaram suas câmeras e celulares para a estrela do espetáculo Ronaldinho Gaúcho. A cada toque que o craque e ex-camisa 10 do Barcelona dava na bola, a massa vibrava. Até que em uma cobrança de pênalti, ele mandou goleiro para um canto e bola para  o outro, levando a galera ao delírio com sua simpatia e direito a “sambadinha”. Antes da bola rolar, o craque brasileiro recebeu a visita do armador alemão Dennis Schröder, do Atlanta Hawks, e trocou camisas com o também craque do basquete. 


Coletiva de imprensa


Na coletiva de imprensa na qual a Cia Brasil Magazine foi o único veículo brasileiro presente, tivemos a liberdade de abordar vários assuntos do passado e futuro da carreira do craque. Relaxado e brincalhão, Ronaldinho disse que poderia fazer várias perguntas por ser o único jornalista brasileiro no recinto, mas que eu teria que “pagar o almoço”. Eu retruquei no mesmo tom que ele “pagaria a sobremesa”. Brincadeiras a parte, o craque seguiu falando que o Barcelona tornara público provavelmente no início do próximo ano sua nomeação oficial como embaixador mundial do Barça. Perguntado sobre uma possível volta no próximo ano como jogador, Ronaldinho disse ter três propostas oficiais, mas que ainda não decidiu se faz somente uma partida de despedida com amigos da bola ou se joga mais um ano antes de pendurar definitivamente as chuteiras. 

Seu empresário e irmão, o ex-jogador do Grêmio Roberto Assis, disse que Ronaldinho pretende dar inicio a abertura de “Academia do Ronaldinho” pelos Estados Unidos. Dentro dessa visão de associar sua marca à formação de pequenos atletas na terra do “Tio Sam”, Assis já iniciou as primeiras tratativas com os empresários Thiago Silva e o ex-jogador do São Paulo Harison Neri, para que eles possam representar o craque em Atlanta. A experiência foi tão favorável que os empresários pretendem fazer uma turnê com o craque em outros estados que querem desfrutar do prazer de ver a “lenda viva” da arte de jogar futebol antes que o dia “D” chegue e o “show ball” aposente suas chuteiras reluzentes que desfilaram pelos gramados dos maiores palcos do futebol mundial.





Por Roberto Vieira
Jornalista e Comentarista Esportivo

Last Updated on Monday, 14 November 2016 17:19
 

Translate

Portuguese English Spanish