Home Destaque Destaque | Ex-jogador Evair visita escola de esportes em Atlanta
Destaque | Ex-jogador Evair visita escola de esportes em Atlanta
Monday, 15 January 2018 00:00


Atlanta recebeu no mês de janeiro a vista do ex-jogador do Palmeiras, Evair, que veio participar de um programa motivacional da escola YACS, para middle schoolers e high schoolers em Conyers (Geórgia), ministrando uma palestra contando a sua história de vida, sua carreira profissional como jogador, sua fé e trazer um pouco da cultura e paixão brasileira pelo futebol.

A YACS é uma escola cristã e oferece atividades extra-curriculares como escola de ballet, jiu-jitsu, futebol, escola de pais e aconselhamento psicológico espiritual. Atualmente, participam do projeto crianças e adolescentes americanos de comunidades imigrantes da região de Rockdale, em Conyers. Hoje a escola possui 600 alunos.

Em entrevista à Cia Brasil Magazine, o jogador Evair conta como foi sua visita a Atlanta e fala de sua carreira como jogador do Palmeiras e da Seleção Brasileira. Também fala de sua admiração pela organização do futebol nos Estados Unidos e da emoção que sentiu ao visitar o estádio da Mercedes Benz em Atlanta.


CB: Evair, como surgiu o convite para vir em Atlanta?

Evair: O convite veio do Pastor Marlon Brito, que mora na cidade há sete meses e é participante ativo do projeto da YACS em Conyers. Ele faz parte de um projeto que eu também sou voluntário, chamado Projeto Crescer, realizado há mais de 20 anos pela Igreja de Cristo, com sede em Goiânia. O projeto tem hoje nove células espalhadas pelo Brasil e uma filial no Haiti, com um total de 1.200 crianças. Esse projeto no Brasil tem as mesmas características e objetivos do daqui de Atlanta, de levar aconselhamento, esporte e apoio espiritual a jovens, crianças e adolescentes. O programa também oferece intercâmbio cultural entre alunos americanos e brasileiros, fazendo uma ponte cultural entre Brasil e Estados Unidos por meio do Projeto Crescer no Brasil. O pastor Marlon me convidou para fazer uma palestra motivacional e viemos para ajudar.


CB: Por que você decidiu ser voluntário em projetos sociais como o Projeto Crescer?

Evair: Primeiro eu gosto de exercer o meu papel como cristão e ajudar ao próximo. E nada melhor do que usar o meu talento e experiência para ajudar essas crianças. Nós usamos o futebol como carro-chefe do projeto e atrair as crianças e adolescentes para esse ambiente familiar e supervisionado. Muitas dessas crianças não têm a influência dos pais ou outros adultos em suas vidas e acabam fazendo escolhas erradas. Eu busco usar o futebol para alcançá-las para Cristo e poder ser uma figura inspiradora e de mentor na vida delas para que cresçam como pessoas de bem.


CB: Você encoraja as crianças dos projetos que você participa a buscarem o futebol como profissão?

Evair: No projeto usamos o futebol como lazer e uma forma de alcançar essas crianças para um ambiente mais supervisionado e motivado. Mas jogamos pra valer, com treinos rotineiros, disciplina e trabalho esforçado. No tempo que participo, já descobrimos três talentos e os enviamos para clubes profissionais. Recentemente mandamos dois garotos para o Guariense. Há outro que está em um clube na Índia e outro em Portugal.


CB: Fale-nos um sobre o seu livro.

Evair: O livro foi lançado recentemente e também conta um pouco da história do Projeto Crescer, além da minha biografia e detalhes sobre a minha carreira como jogador. Você pode conhecer mais sobre o livro em meu website oficial evair9oficial.com.br.


CB: Evair, deixe sua mensagem para a Comunidade Brasileira de Atlanta.

Evair: Primeiramente, quero agradecer o caloroso recebimento pelo pastor Marlon e os palmeirenses de plantão que vieram me prestigiar. Também convido os brasileiros que vivem aqui a ajudarem o nosso Projeto Crescer no Brasil. O projeto sobrevive de doações de mantenedores privados como eu e você. Se você tiver a oportunidade de ajudar, procure o pastor Marlon e passe para frente a bênção que você recebeu em sua vida, ajudando uma dessas crianças carentes em nossa pátria. Também encorajo aos pais de crianças e adolescentes brasileiros aqui no exterior a manterem a cultura brasileira viva em sua família, e nada melhor do que o futebol para passar lições de vida valorosas às suas gerações futuras.



Conheça um pouco mais da biografia de Evair Aparecido Paulino


Nascido em Ouro Fino (Minas Gerais) em 21 de fevereiro de 1965, Evair é um ex-futebolista brasileiro que atuava como centroavante, considerado ídolo histórico do Palmeiras, onde marcou 127 gols e integra a lista dos dez maiores artilheiros da história do clube. Também teve passagens importantes no Vasco e no Guarani. Filho de uma família humilde, torcia pelo Cruzeiro na infância, mas não tinha dinheiro para comprar o uniforme do clube.

Em 1979, Evair fez um teste nas escolinhas de futebol do São Paulo, mas não foi aprovado e voltou para a sua cidade natal. No ano seguinte, ele teve outra oportunidade, agora no Guarani. Seu pai conhecia Rui Palomo, que tinha como cunhado Clóvis Cabrino, um dos diretores do Guarani, que poderia ajudá-lo a ingressar no futebol do clube de Campinas. Evair foi aprovado e passou a morar em Campinas no alojamento do clube. Foi nesse período que conheceu João Paulo, um dos seus principais companheiros. Os dois passaram juntos as dificuldades de morar longe da família numa cidade desconhecida. E as dificuldades aumentaram quando o Guarani reduziu a ajuda de custo às categorias inferiores.

No ano de 1984, o então treinador Lori Sandri promoveu Evair aos profissionais. Essa mudança trouxe um novo desafio para o jovem jogador que mudou de posição em campo, passando a atacante, deixando a antiga posição de meio-campo. A sua estreia como profissional aconteceu contra a Internacional de Limeira, em um jogo válido por um torneio amistoso (Copa Rayovac).

Após dois anos como profissional e jogando na nova posição, a sua carreira começou a subir. Durante o Campeonato Brasileiro de 1986, o jogador disputou o título de artilheiro da competição com Careca, perdendo no fim pela diferença de um gol. Em 1987, foi convocado para a Seleção Brasileira, que ganhou os Jogos Pan-americanos de 1987. Em 1988 terminou o Campeonato Paulista como artilheiro (19 gols).



Da redação

Last Updated on Monday, 15 January 2018 20:39
 

Translate

Portuguese English Spanish