Home Culturalizando Culturalizando | Hermogenes Araujo - Sonho
Culturalizando | Hermogenes Araujo - Sonho
Friday, 14 September 2018 00:00

Lançado pelo Estúdio Casa das Máquinas em parceria com a Sê-lo! Netlabel, “Sonho” é o nome dado ao primeiro álbum de carreira do músico e compositor Hermogenes Araujo. Com dez faixas autorais e inéditas, o CD é, sem dúvidas, item indispensável para amantes e colecionadores da música instrumental. Além de apresentar ao grande público sua maneira peculiar de compor, pautada na sua vivência profissional e influenciada por diversos gêneros, ritmos e instrumentos musicais ao longo da sua trajetória musical, o artista também realiza nesta obra o seu desejo de arranjar e dirigir suas próprias canções.

Vale ainda ressaltar que Araujo traz como destaque neste álbum o instrumento vibrafone, com o qual são compostas grande parte das suas músicas, e é nele que em sua maioria está a melodia principal.

O álbum abre com “Cajueiro”, uma polifonia saudosista e uma reverência de Hermogenes à sua infância na casa de sua avó, no interior da Bahia, em Acajutiba, onde ele foi criado e onde também começou a desenvolver o amor pela música.

“Dia de Feira” é a segunda música do disco e homenageia às feiras livres de Salvador (BA), locais onde, segundo o autor, tudo se repete, mas cada dia há sempre algo novo. A faixa ganha destaque com a interpretação de Rafael Santyago no baixo elétrico, dividindo espaço com Hermógenes no vibrafone.

A terceira faixa, “Se randá ao retro_visor”, é uma ciranda atemporal, que celebra o valor da amizade verdadeira, que não se esvai com o tempo. É uma homenagem a dois amigos queridos seus e registra uma performance magnífica de Hermógenes no vibrafone.

O CD segue com “Devaneio”, que é uma odisseia de pensamentos entre o sonho e o despertar, retratados através de melodia e harmonia simples, porém com rítmica complexa, segundo Hermógenes. Conta com a participação de Tadeu Mascarenhas no piano Synth, que é também o coprodutor e o co-arranjador dessa fantástica obra.

Um dos hits do disco, “Baienco” é a quinta faixa do álbum, que funde ritmos do Brasil e da Espanha, e conta com a participação da dançarina Andrea Souza no sapateado, além da contribuição de músicos extremamente virtuosos: Rodrigo Sestrem no pife, Eduardo Bertussi no violão e Gilmário Celso no ubass.

Em “Mandacaru”, Hermógenes se inspira nas paisagens vistas através das janelas de um ônibus, quando ele esteve em turnê pelo interior da Bahia. Misturando ritmos nordestinos e o “jazz”, a música conta com participações de Tadeu Mascarenhas na sanfona, André Luba no baixo fretless e Ricardo Hardmann na percussão.

“Me encontrar” é um ijexá belíssimo, que conta com a participação especial do mestre baiano Mateus Aleluia na voz, o qual recita com maestria um majestoso poema existencial escrito por Hermogenes, que inclui algumas frases na língua Kibundo, idioma do povo Avibundo, etnia de Angola. A faixa também conta com as participações especiais dos músicos norte-americanos Alexander Crook na bateria e Larry Crook na percussão, de Tadeu Mascarenhas no baixo elétrico e de Marília Sodré no violão.

Em "Sonho”, faixa que também intitula o álbum, segundo Hermogenes foi composta enquanto ele sonhava. O músico acrescenta ainda que quando acordou, a música já estava pronta. Destaca as participações especiais de grandes instrumentistas que fizeram parte de quatro gerações da Escola de Música da Universidade Federal da Bahia (UFBA), na qual o artista se graduou. São eles: Elisa Goritzk na flauta, Ráiden Coelho no sax tenor, Cristina Nascimento no piano, Ângelo Santiago no baixo elétrico, Gilberto Santiago na bateria e Jorge Honça na percussão.

Em “Faz de contas”, um samba gracioso e bem elaborado, o artista faz uma brincadeira com os custos de vida no Brasil e a alienação do poder e é também um protesto àqueles que pensam que profissionais que militam nas artes, neste caso, na música, não têm contas à pagar. Essa faixa também contou com o aporte de um grande time de músicos: Rodrigo Sestrem na flauta, Kiko Souza e Dom Lira no sax barítono, Tadeu Mascarenhas na viola machete, Gil Meireles no baixo elétrico e Ricardo Hardmann na percussão, e é um dos destaques do álbum.

A obra finaliza com a música “Meu bem”, composta por Hermógenes em homenagem à Luiza Meira, canção na qual Araújo revela as nuances do sentimento e do convívio dia após dia, levando ao ouvinte à reflexão, através de uma melodia leve e tranquila.

Com a arte gráfica assinada por Nancy Viégas e sob a produção executiva de Judson Hora, “Sonho” é uma obra primorosa e vale a pena adquiri-la e escutá-la sem hesitar, encontrando-se disponível à venda nas principais plataformas digitais.


Sobre o artista


Hermogenes Araujo é percussionista e compositor e teve seus primeiros contatos com a música aos 11 anos de idade. Ao longo de sua carreira, estudou e experimentou vários ritmos brasileiros, jamaicanos, africanos, caribenhos, árabes dentre outros, e também com a música erudita, experiências estas que formaram a rica bagagem musical do artista baiano.

Finalista do “Prêmio Caymmi de Música 2015” na Categoria Música Instrumental, com a composição “Mandacaru”. Foi também um dos compositores selecionados para o XII Festival da Rádio Educadora 2014, com a composição “Cajueiro”, também na Categoria Música Instrumental, e foi vencedor do III Concurso Nacional para Jovens Solistas da Orquestra Sinfônica da Bahia.

Hermogenes é também fundador, junto a Victor Souza, da banda Maca Reggae Samba (Flórida – EUA). Como instrumentista, acompanhou e gravou com artistas de grande relevância na cena cultural nacional e internacional tais como: Antônio Adolfo, Mateus Aleluia, Fernando Delarua, Ulisses Rocha, Welson Tremura, Mario Ulloa, Cristina Braga, entre outros, e vários grupos de Câmera, Orquestras e Bandas, tendo atuado em festivais no Brasil, Inglaterra, Estados Unidos, Espanha, Alemanha, entre outros, realizando também “Master Classes” no Brasil e no Exterior.

Hermogenes é formado em Bacharelado em Música pela Universidade Federal da Bahia e, como educador, já trabalhou em diversas instituições, como ONGs, escolas particulares, Universidade Federal de Sergipe e no Centro Educacional de Ensino Profissionalizante em Música na Bahia.

Nota: algumas informações e trechos desta matéria foram embasados ou retirados do release do disco e da Biografia oficial do artista. Mais informações sobre o artista no website https://hermogenesaraujo.wixsite.com/hermogenesaraujo.



Fernanda Noronha
Cantora e compositora

Last Updated on Wednesday, 26 September 2018 13:30
 

Translate

Portuguese English Spanish