Home
Beatriz Pereira Salvioli
Tuesday, 16 June 2020 00:00

Nasceu na cidade do Rio de Janeiro (RJ) em dia 19 de dezembro de 2001. É filha de Estela Maris Young e de seu padrasto Guy A. Young, com quem mora em Sandy Springs, Geórgia. Beatriz tem personalidade muito forte, mas ao mesmo tempo simpática e adorável; está sempre de bom humor e otimista, mesmo nos momentos difíceis da sua vida.

Entre os anos de 2008 a 2013, frequentou a Dunwoody Elementary School, onde sempre participou das aulas de música, adorava participar das noites internacionais, representando a cultura do Brasil. Sua Middle School foi a Sandy Springs Charter Middle School, onde começou a se interessar mais por esporte, jogando futebol e basquete. Também fez parte do “Magnet Program” e conquistou vários “honors” de boa aluna.

A High School que frequentou foi a North Springs Charter High School entre 2016 e 2020. Foram 4 anos de muitas conquistas, dando continuidades às suas classes avançadas. Ela participou do Varsity futebol e o Cross-country. Bia, como também é chamada, também teve a oportunidade de participar das aulas de fotografia e de teatro, no qual conquistou o Magnet Cord para Arts em visualização e Cord para “International Thespian Society”, atuando nas peças Romeu e Julieta, Alice no País das Maravilhas e o Dentro da Flores.

Em 2018 ela participou de um talent show em que conquistou o segundo lugar com o poema escrito por ela, intitulado “Generation Z”. Em 2019, foi nomeada para Governors Honor Program (Programa de Governadora de Honra), e durante esses anos ela teve alguns honors como em espanhol, tendo fluência na língua. Beatriz também se destacou em Literatura, Álgebra, Biologia, Química, e os AP em composição Linguística, Geografia humana, e concluiu o Ensino Médio com o GPA de 3.7.

“Bia sempre foi uma filha esforçada e dedicada nos seus estudos. Ela tem sido o orgulho para mim e toda a família. Ela tem muito orgulho de ser brasileira, e até decoramos juntas o chapéu de formatura com a bandeira o Brasil. Estamos muito tristes por ela não ter tido a oportunidade de ter a formatura tradicional, mas estamos celebrando como podemos; e seguimos fazendo os preparativos para a próxima etapa que é a faculdade”, conta orgulhosa a sua mãe.

Agora, Beatriz está planejando frequentar a Georgia State University por dois anos e finalizar seus estudos na Haward University.

Sobre o período da quarentena, Beatriz conta que “desde o início da pandemia, meus dias foram preenchidos com inúmeras emoções. Houve dias em que eu queria chorar por não poder ir ao meu prom ou jogar meu último jogo de futebol do time do colégio. Parecia que tantas coisas estavam sendo tiradas de mim, momentos pelos quais eu havia trabalhado tanto. Tudo aconteceu muito rapidamente, fiquei com medo de como seria o futuro; todos com muitas perguntas e poucas respostas; ninguém realmente tinha um plano para isso.”

Mas apesar de tudo, a brasileira tem aprendido e continua positiva: “Eu acho que tudo isso nos aproximou mais como comunidade. No final, todos aprendemos alguma lição. Eu ouvi uma história de uma mulher cujo filho morreu de câncer uma semana antes de se formar. Eu realmente pensei que o COVID-19 havia me tirado muito antes de ouvir essa história, eu tive uma mudança de coração, cheguei à conclusão de que o que estou vivendo não é tão ruim. Embora eu esteja no grupo de risco por causa da minha diabetes, ainda tinha minha saúde e ninguém ao meu redor foi afetado por esse vírus. Essa pandemia realmente abriu meus olhos para valorizar as pequenas coisas da vida, como minha saúde e pequenos passeios com minha família. Embora tudo tenha sido desconhecido e assustador no começo, posso dizer que estou feliz!”

Last Updated on Tuesday, 16 June 2020 19:52
 

Translate

Portuguese English Spanish