Home No topo
No topo | João Donato Brasil no topo


Autor de canções internacionalmente conhecidas como “Nasci para bailar”, “A rã”, “Bananeira”, “Lugar comum”, “Até quem sabe”, “Emoriô”, entre outros grandes sucessos, o compositor, arranjador, cantor, pianista e acordeonista acreano João Donato teve seu contato com a música bem cedo e aos cinco anos de idade já tocava acordeão, influenciado por seu pai, que tocava bandolim nas horas vagas.

Em 1945, com 11 anos, Donato mudou-se para o Rio de Janeiro e passou a frequentar o circuito musical daquela cidade e, aos 15 anos, se profissionalizou, inclusive o artista frequentou o “Sinatra-Farney Fã Clube”, considerado por muitos estudiosos como a grande escola da geração que criou a Bossa Nova.

João esteve em contato com todos os grandes nomes da Bossa Nova desde o início da criação do movimento da Bossa Nova, como Tom Jobim, Johnny Alf, Vinícius de Moraes, João Gilberto, entre outros, porém seu estilo inovador, criativo e inquieto no processo de criação, com fusões musicais de Jazz, ritmos brasileiros e latino-africanos, não permitiu que sua música ganhasse rótulos ou tivesse enquadrada em somente um gênero musical.

Na década de 60, João Donato mudou-se para os Estados Unidos, onde viveu por treze anos e teve a oportunidade de trabalhar com grandes nomes da música americana, como Nelson Riddle, Chet Baker, Herbie Mann, Bud Shank, Astrud Gilberto, entre outros. Ao retornar ao Brasil, o músico reencontra a música brasileira e registra, como arranjador, discos de grandes nomes da MPB como Gilberto Gil e Gal Costa.

A década de 70 trouxe uma nova face de João Donato, quando suas criações instrumentais ganharam letras e o músico passou a cantá-las e gravá-las nos seus álbuns de carreira. Depois de ter gravado seu álbum “Lugar comum”, em 1975, pela gravadora Philips, João excursionou pela Europa. Entretanto, depois desse período, ficou quase 20 anos sem gravar, voltando ao mercado fonográfico em 1996, com o álbum “Coisas tão simples”, pela EMI Odeon.

Depois deste último álbum, o artista vem lançando seus trabalhos por gravadores independentes. Fez um DVD pela gravadora Biscoito Fino em 2005, intitulado “Donatural”, e foi indicado para o Grammy Latino em 2016, com seu álbum “Donato elétrico”.

Donato é considerado pela crítica especializada, como um dos maiores gênios da música popular brasileira e constam da relação dos intérpretes de suas canções, nomes como Gal Costa, Caetano Veloso, Roberto Menescal, Tim Maia, Leny Andrade, Walter Wanderley, Gilberto Gil, Nara Leão, Luís Carlos Vinhas, Milton Banana, Luiz Eça, Tito Madi, Maysa, Dóris Monteiro, Raul de Souza, Tamba Trio, Victor Assis Brasil, Maogani, Joyce, Bebel Gilberto, Os Cariocas, Simone, Fafá de Belém, Miúcha, Fagner, Leila Pinheiro, Baden Powell, Ithamara Koorax, Lisa Ono, Zizi Possi, Adriana Calcanhoto, Angela Ro Ro e Nana Caymmi e Leo Gandelman, entre outros.

No último dia 13 de maio, o artista recebeu nos Estados Unidos, juntamente com a cantora Margareth Menezes, a atriz Glória Pires, o apresentador de TV Serginho Groisman e o diretor de TV Boninho, o prêmio Lifetime Achievement Award pelo Brazilian International Press Award, prêmio concedido em reconhecimento à trajetória profissional de personalidades de grande destaque, em função de décadas de sua contribuição à imagem positiva do Brasil no mundo, valendo ressaltar que o prêmio já homenageou grandes nomes, como Daniela Mercury, Tony Ramos, Martinho da Vila, Carlinhos Brown, Ivete Sangalo, entre outros.



Fernanda Noronha
Cantora e compositora
fernandanoronha.com.br

 
« StartPrev12345678910NextEnd »

Page 1 of 10

Translate

Portuguese English Spanish