Home Saúde
Saúde | Francine Choren: Conheça a brasileira especialista em fertilidade
Thursday, 16 May 2019 00:00


Neste mês das mães, convidamos a brasileira, natural de Belo Horizonte, Francine Choren, que é acupunturista e especialista em fertilidade na clínica Art of Healing em Atlanta, para falar sobre o seu trabalho. Francine tem bacharelado em Science and Human Physiology pela University of Oregon e mestrados em Science in Acupuncture e Traditional Oriental Medicine (MSAOM) pela Pacific College of Oriental Medicine campus in Chicago, Illinois. É também licenciada em Acupunture and herbalism L.AcI e Specialty courses on fertility, women’s health.

Acupunturista há 5 anos, Francine se especializou em saúde da mulher e fertilidade. A acupuntura entrou em sua vida durante a adolescência. Foi nesse período que ela descobriu a paixão de seu pai pela medicina chinesa. Francine pode presenciar seu pai usando a acupuntura, como um último recurso, para deixar de fumar. Isso teve um grande impacto tanto na vida dele quanto na da brasileira, pois foi a partir dessa experiencia que ele se tornou acupunturista e anos depois ela também.

Francine cresceu vendo o resultado da medicina chinesa nos pacientes de seu pai, além na dele. Os pacientes, felizes com o resultado, sempre fizeram questão de agradecê-lo, até mesmo quando caminhava pelas ruas. Ela via que esse procedimento curava, mas não entedia como funcionava. Quando Francine tinha cólica menstrual e o seu pai fazia acupuntura usando pontos nos pés ou pernas, não fazia sentido para ela, mais a cólica passava. Com o tempo, a dores sumiram, sem a necessidade de tomar remédio algum. Foi assim que Francine se interessou pela medicina chinesa, mas ainda com muita dificuldade em entender o sentido real de tudo aquilo, devido à mentalidade ocidental.

Quando a brasileira fez seu bacharelado aqui nos Estados Unidos em Fisiologia Humana, ela pensava que seguiria a medicina ocidental e focaria em ginecologia. No entanto, quanto mais ela estudava, menos interesse tinha no estilo invasivo e cheio de remédios para se tratar o paciente.

Foi no último ano do bacharelado em que Francine decidiu fazer um curso de pesquisa dentro da medicina alternativa. Esse curso a fez entender a ciência e a fisiologia dentro da medicina chinesa, e assim seguiu os passos do pai. Foram mais quatro anos de estudos e especialização. Trabalhou em clínicas e hospitais em Chicago antes de se mudar para Atlanta.

Na clínica Art of Healing, Francine tem pacientes com dores de coluna, de cabeça, com ansiedade, insônia, entre outros casos. Mas sua especialidade é a saúde da mulher e também fertilidade. Ela ajuda as mulheres não somente a ficarem grávidas, mas também aquelas que sofrem com síndrome do ovário policístico, ciclo anovulatório, ciclo irregular, TPM, enxaquecas e menopausa. Tudo de forma natural, por meio da acupuntura e ervas chinesas. E claro, educando cada paciente sobre o seu próprio corpo.

Nos últimos anos, a médica tem focado cada vez mais na área de fertilidade, pois percebe muitas mulheres que tentam engravidar várias vezes e não conseguem. As pacientes falam de suas frustações a cada teste negativo, bem como tudo isso afeta o casal, desde o sexo programado e robotizado, até o sentido de culpa de cada um. Quando o casal procura informações ou ajuda dos amigos, acabam escutando conselhos como “Vocês só têm que relaxar”, fala que acaba não ajudando ninguém a relaxar, e faz com que muitas mulheres se sintam culpadas.

Mas apesar de existir uma cobrança muito maior na mulher do que no homem, os problemas com fertilidade atingem os dois igualmente. Por isso, é muito importante que os homens também façam avaliações para ver a quantidade e a mortalidade dos espermatozoides. Se a mulher tiver o ciclo menstrual regular, a recomendação é que o homem seja o primeiro a fazer os testes. Nas mulheres, os testes são muitos mais invasivos.

Receber um diagnóstico de infertilidade é frustrante para ambos no casal, especialmente quando não se sabe o motivo. Na maioria dos casos, é preciso um ano de tentativas para depois aceitar o resultado. Antes disso é considerado dificuldade, mas não é um problema. Em situações em que o diagnóstico é claro, as soluções, dentro da medicina convencional, envolvem muitos hormônios e/ou técnicas extremamente invasivas ao corpo.

A medicina chinesa oferece uma solução diferente para essas mulheres ou para o casal, sem efeitos colaterais, ajudando, inclusive, a diminuir o estresse do dia a dia. As pesquisas mostram que acupuntura facilita a transformação normal dos hormônios liberados pelo ovário, e pode também restaurar funções normais do sistema endócrino (sistema no cérebro responsável pela liberação de hormônios). Em casos em que o casal já decidiu usar in-vitro ou inseminação intrauterina (IIU), existem muitas pesquisas que mostram que o uso da acupuntura antes e depois desses procedimentos aumentam as chances de um resultado positivo.

Segundo Francine, um dos grandes problemas trabalhando com fertilidade é que existem muitos mitos e pouco conhecimento do próprio corpo. Muitas pessoas se autodiagnosticam pela internet ou tentam resolver problemas lendo a experiência de outras pessoas. Um exemplo disso é o mito do ciclo de 28 dias. É muito comum mulheres terem aprendido que o ciclo menstrual é de 28 dias e no meio desse ciclo (dia 14) ela ovula. Isso não é um dado exato. O ciclo menstrual normal varia de 21 a 35 dias, dependendo da mulher e por isso a ovulação de cada uma é diferente. É importante prestar atenção no seu próprio corpo e ver os sinais de ovulação, como o tipo de fluido cervical, temperatura basal e muitas vezes cólica unilateral, comuns na época fértil.

O seu corpo é único. A sua fisiologia não responde somente aos hormônios e remédios. O seu corpo responde também ao seu redor e suas emoções. Portanto, é bom lembrar que o seu relacionamento, o tipo de trabalho que faz, os horários em que dorme, a alimentação, são todos fatores que afetam a sua fisiologia. Assim, fazer mudanças no seu cotidiano muitas vezes são essenciais para criar atitudes duradouras.

O sucesso da medicina chinesa para continuar existindo e crescendo por mais de 2000 anos, está em poder ver em cada paciente como único e decidir no tratamento vendo o corpo como um todo. Por isso, mesmo quando a paciente quer engravidar, Francine pergunta sobre a sua alimentação, digestão, trabalho, exercício físico e estado emocional. Os pontos de acupuntura usados em cada pessoa não são tabelados de acordo com o diagnóstico. Poucos são protocolados e pré-decididos. Eles são selecionados depois de cada consulta com o paciente porque cada pessoa é diferente.

Para concluir, Francine diz “que entende que muitas pessoas têm receio em experimentar essa medicina. As vezes por não entender o seu funcionamento, assim como eu no início. Muitos têm medo de agulhas, usadas na acupuntura. Mas se lembrem que essa é uma medicina natural, e poder sentir o seu corpo funcionando como deveria sem ter que lidar com efeitos colaterais ou procedimentos invasivos é um investimento em você mesmo.



Da Redação
Francine trabalha na Art Of Healing Atlanta-Clinic
www.artofhealinginc.com
Phone: (404) 355-1662

Last Updated on Thursday, 16 May 2019 14:54
 
« StartPrev12345678910NextEnd »

Page 1 of 11

Translate

Portuguese English Spanish