Home Investimento
Investimento | REAL ESTATE - ANTES, DEPOIS E DURANTE O CORONAVÍRUS NA AMÉRICA


Não é surpresa para ninguém como o novo coronavírus tem sido uma grande turbulência nos mercados imobiliários residenciais aqui em Atlanta. E, infelizmente, sabemos que ele pode estar conosco no futuro próximo. Nos últimos 90 dias, as casas disponíveis à venda chegaram a um ponto estridente, os compradores congelaram e muitos estavam desistindo dos negócios e perdendo dinheiros de depósitos, as listas de casas disponíveis estavam caindo e os vendedores estavam literalmente fechando as portas.

Mas tudo isso tem um lado positivo. Graças às novas regras e ações do governo local e estadual, nós, corretores de imóveis, inspetores, advogados e outros da nossa indústria, fomos considerados como “serviço essencial”. Esse não é o caso nas comunidades mais atingidas em Buffalo, Pittsburgh ou Nova York, onde as listagens de casas à venda estão paradas no mercado devido às restrições locais de quarentena. Quando me perguntam como está a indústria do mercado imobiliário hoje, eu sempre respondo depende de onde e de qual ponto de vista estamos falando, primeiramente estamos enfrentando uma era de mudanças e tudo que é novo assusta, e vem o medo de enfrentar mudanças.


ESTÁ NA HORA DE COMPRAR OU ESPERAR PASSAR A “CRISE” DO CORONAVÍRUS PARA EU VENDER MINHA CASA?


Logo de início, temos que reformular mudando a palavra chave “crise”. O mundo, incluindo os Estados Unidos, está enfrentando uma fase de mudanças depois do COVID-19. Essas mudanças trazem medos e incertezas. No mercado imobiliário ainda estamos tendo uma incerteza do que virá a acontecer nos próximos meses. Neste momento, só temos que aproveitar as grandes oportunidades e vantagens que o mercado está oferecendo, com juros baixíssimos e casas entrando à venda cada vez mais.


O QUE ISSO SIGNIFICA PARA COMPRADORES E VENDEDORES EM NOSSA CIDADE?


Segundo a Zillow.com, existem várias cidades nos Estados Unidos, como Atlanta e Austin-Texas, que estão contrariando as tendências. As listagens estão realmente à frente da curva e agora mostram quantidades positivas de novas listagens de inventário. Também ajudando nessa tendência, os grandes mercados de Atlanta estavam explodindo antes da pandemia, e as listagens naquele momento eram escassas. Segundo estimativas, nosso mercado estava operando com uma oferta recorde de dois meses, bem abaixo de um intervalo de seis meses mais equilibrado e normalizado; qualquer oscilação se torna o mercado de um comprador e, certamente, no nível antigo, inclina-se para o mercado de um vendedor.

Compreensivelmente, durante o bloqueio os vendedores foram um pouco mais cautelosos ao permitir que estranhos passassem por suas casas. Felizmente estamos chegando recentemente a um ponto em que compradores e vendedores têm mais conforto com a ajuda de máscaras, luvas e “caminhões” de álcool gel e lenços de Clorox e Lysol desinfetante.

Compradores e vendedores agora estão começando a sentir um alívio à medida em que saímos dos modos de quarentena e lentamente entramos em mercados “normalizados” mais acelerados do que estava n começo do ano, o que é uma tendência bem-vinda para todas as partes interessadas.

Com soluções prontas para o problema, os profissionais conectados ao setor imobiliário estão se reinventando, trabalhando juntos e com seus clientes. O uso de ferramentas como alta tecnologia nova e existente explodiu, permitindo apresentações virtuais, documentos e até fechamentos. Plataformas como o Zoom agora se tornaram uma palavra comum para todos nós.

Com a taxa do tesouro dos Estados Unidos em dez anos pairando abaixo de 1% e as tendências alimentando o corte nas taxas de juros, nos encontramos em um mundo com taxas baixas de hipoteca recorde. Isso, por sua vez, reduz o que os mutuários estão pagando todos os meses pelo seu empréstimo à habitação. As taxas de desemprego altas e as empresas fechadas devem diminuir, e com mais pessoas empregadas nos mercados criará mais demanda por moradias. Para pôr mais “lenha na fogueira”, de acordo com relatórios da FMLS (First Multiple Listing Service), os condados de Atlanta como os de Cobb, Dekalb, Fulton e Gwinnett estão correndo à frente do grupo em termos de volume de vendas. Devido às desacelerações óbvias devido à pandemia, as vendas anuais de imóveis de 2019 caíram, mas as vendas estão aumentando rapidamente e crescendo em um período sazonalmente forte no verão desse ano, dando ao mercado de Atlanta uma ótima combinação que precisamos para nos colocar em funcionamento rapidamente e voltar ao normal.

Aqui na Keller Williams, fornecemos vários relatórios e resumos de mercado para nossos clientes, que esclarecem e especificam estatísticas exclusivas para sua área.

Geralmente, nos dias mais sombrios, apresentam-se as melhores oportunidades. O famoso investidor Warren Buffet é conhecido por falar: “tenha medo de que os outros sejam gananciosos, e ganancioso com os outros seja medroso”. Compradores e vendedores podem aprender com essas palavras, especialmente no mercado de hoje. Então, a pergunta implorada para ser feita: “O que você está esperando para finalmente realizar o seu sonho da casa própria?”



Wanessa Moore
Corretora licenciada na
Geórgia pela Keller Williams
Atlanta Partnes

 
« StartPrev12NextEnd »

Page 1 of 2

Translate

Portuguese English Spanish