Home Editorial
Editorial | O novo cenário Político no Brasil e nos Estados Unidos
Wednesday, 21 November 2018 00:00

Seja bem-vindo novembro! As cores da cidade estão enfeitando o cenário por toda a parte da Georgia. Essa é minha estação favorita. Este ano parece que a mãe natureza nos presenteou com mais cores, para amenizar as nossas emoções depois de um ano tão conturbado no cenário da política, tanto aqui nos Estados Unidos como no Brasil.

No Brasil, a nação foi às urnas e elegeu Jair Bolsonaro. O novo presidente tomará posse no dia 1º de janeiro de 2019, entretanto, já no dia cinco de novembro, teve início a fase de transição de governo em Brasília. Uma equipe de 28 pessoas foi indicada por Bolsonaro e começou os trabalhos visando conduzir essa transição de governo.

Para compor a equipe de ministros, Bolsonaro já definiu sete nomes: o juiz Sergio Moro será ministro da Justiça; o economista Paulo Guedes assumirá o Ministério da Fazenda; o empresário e deputado federal Onix Lorenzoni será ministro da Casa Civil; para o Ministério de Ciência e Tecnologia, o escolhido foi o Tenente-coronel da reserva da Aeronáutica e astronauta, Marcos Pontes; o Ministério da Agricultura será comandado pela empresária, engenheira agrônoma e deputada. Thereza Cristina; o General Fernando Azevedo e Silva será o ministro da Defesa; e o General Augusto Heleno será ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional.

Enquanto o governo de Bolsonaro já está seguindo para uma transição com seus planos já estabelecidos e sendo executados, aqui nos Estados Unidos, acabamos de ter as eleições primárias para deputados, senadores, governadores, entre outros cargos. Apesar da votação ter ocorrido no dia 6 de novembro, não foi finalizada, pois em alguns estados, incluindo a Georgia, ainda há votos sendo contados, recontados ou haverá segundo turno entre alguns candidatos.

As eleições americanas deste ano entraram para a história deste país. Mais de 46 milhões de cidadãos votaram antecipadamente, e no dia 6 de novembro o restante da população compareceu em massa às urnas.

Ao contrário do Brasil, em que o voto é obrigatório, aqui nos Estados Unidos o voto é facultativo, ou seja, vota quem quer. Mas podemos afirmar que essa foi uma eleição que motivou os americanos a irem às urnas, e a maioria escolheu os candidatos democratas que recuperaram o controle da Câmara de Representantes (deputados).

Apesar da onda de insatisfação com o atual presidente demonstrada nas urnas, os republicanos ainda conseguiram manter o controle do Senado, mas reconhecem que a vitória dos democratas na Câmara irá enfraquecer o governo de Trump no que resta de seu mandato.

Outro evento que entra para a história americana é que o novo Congresso Americano agora está composto com mais mulheres e mais diversidade racial e religiosa do que nunca. Para a população de imigrantes nos Estados Unidos, a vitória dos democratas serve como indicador do panorama político geral do país. Os democratas fizeram suas campanhas prometendo uma agenda política mais justa na área social, repudiando a discriminação a grupos de minorias e visando proteger a população de imigrantes, mantendo assim, viva a chama da esperança dos que vieram para cá em busca do Sonho Americano.

Desejo a toda a nossa comunidade um Feliz dia do Thanksgiving!



Cristiane Castilho
Editora-Chefe
This e-mail address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it

Last Updated on Wednesday, 21 November 2018 11:43
 
« StartPrev12345678910NextEnd »

Page 4 of 24

Translate

Portuguese English Spanish