Home Editorial
Editorial | O Inverno virou Primavera!
Wednesday, 13 March 2019 00:00

Enquanto no Brasil, a vida volta ao normal depois da temporada de folia do Carnaval, e a população se prepara para a estação do outono, aqui no Hemisfério Norte se inicia a primavera! Nosso horário de verão começou no dia 10 de março. A ideia de adiantar o relógio em uma hora nos dias antecedendo a primavera, foi introduzida com a intenção de expandir oportunidades para a busca de saúde e felicidade para milhões de pessoas, otimizando as horas do dia, mais luz do dia é melhor para os negócios e a economia de energia elétrica. Os estados e territórios americanos podem optar por não observar o horário de verão. Em 2019, Arizona, Havaí, Porto Rico, Guam e Ilhas Virgens dos EUA são os únicos estados e territórios americanos que não observam o horário de verão.

Apesar de toda a beleza e espiritualidade com a antecedência à Páscoa que a primavera traz, nossa edição de março aborda um assunto muito importante para a nossa comunidade, muito temido e pouco falado entre as famílias brasileiras: O suicídio.

Os suicídios entre os jovens continuam sendo um problema sério, uma crise global, e é a segunda principal causa de morte de crianças, adolescentes e jovens entre 5 e 24 anos de idade em todo o mundo. A maioria das crianças e adolescentes que tentam o suicídio tem algum tipo de transtorno mental significativo, geralmente depressão. A tragédia de um jovem que está morrendo por causa de desesperança ou frustração é devastadora para a família, amigos e a comunidade em que vive. Pais, irmãos, colegas, treinadores e vizinhos podem ficar se perguntando se poderiam ter feito algo para impedir que o jovem cometesse o suicídio. Para entender melhor sobre o assunto, o Dr. Wesley Bandeira, médico homeopata e terapeuta emocional, fala sobre como a nossa comunidade pode se informar dos sinais e sintomas da nossa juventude e aprender como lidar com esse problema, de forma correta e prudente, sem discriminação ou preconceito.

Aprender mais sobre o que pode levar um adolescente ao suicídio pode ajudar a evitar novas tragédias. Mesmo que nem sempre seja evitável, é sempre uma boa ideia ser informado e agir para ajudar um adolescente problemático. Fique de olho em um jovem que está deprimido e retraído. Compreender a depressão em adolescentes é muito importante. Converse com seus filhos e familiares. Busque ajuda! Tenha simpatia e não julgue aqueles que perderam um ente querido ao suicídio. A morte de uma criança é a perda mais dolorosa que se possa imaginar. Para os pais que perderam um filho para o suicídio, a dor e o sofrimento podem ser intensificados. Embora esses sentimentos nunca possam desaparecer completamente, os sobreviventes do suicídio também precisam de ajuda profissional e o carinho da comunidade durante o processo de cura.

Nos Estados Unidos, há vários serviços de ajuda 24 horas para emergências relacionadas ao suicídio. A National Suicide Prevention Lifeline 1-800-273-8255; a Treatment Advocacy Center Hotline 1–800–SUICIDE (1.800.784.2433); a Georgia Suicide & Crisis Hotlines – 770.422.0202 (Marietta) – Veja a lista completa no site: www.suicidehotlines.com/Georgia; e a Art of Healing Clinic (404)355-1662, onde atende o médico brasileiro, Dr. Wesley Bandeira.

Leia também nesta edição, as matérias das colunas 360º sobre “Como andam as mudanças climáticas do nosso planeta?”; Fique por dentro sobre os direitos dos imigrantes em casos de lesões pessoais; Homenagem, com o texto do pastor Marcos Muniz: “Mulheres de fé e reação”; Reflexão, “A caridade gera caridade”; Cia Fashion, com as principais tendências da estação Primavera-Verão de 2019; Superbacana, com as principais atrações da estação na nossa cidade; Finanças & Planejamento, com o texto “Dinheiro é uma questão de lógica e Matemática” No Topo, com o destaque a apresentadora de TV e Cheff de cozinha Patrícia Gonçalves; Gastronomia, com o texto “Vegano ou não, aposte na jaca!”; e muito mais!

Deixo você com o pensamento da transição do inverno para a primavera: “Mesmo o mais forte dos relacionamentos pode experimentar períodos de inverno, já que a vida nem sempre é previsível e muitas vezes devemos resistir a esses tempos juntos, mas quando nos dedicamos ao árduo trabalho daqueles longos dias, é como plantar sementes. Nem sempre vemos os brotos de imediato, mas muitas vezes, de repente, o mundo floresce, deslumbrando-nos com a beleza do que criamos juntos.”

Tenha uma excelente leitura.



Cristiane Castilho
Editora-Chefe
This e-mail address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it

Last Updated on Wednesday, 13 March 2019 17:31
 
« StartPrev12345678910NextEnd »

Page 4 of 12

Translate

Portuguese English Spanish