Home Reflexão
Reflexão | A IMPORTÂNCIA DAS DECISÕES ERRADAS PARA O APRENDIZADO
Tuesday, 19 October 2021 00:00


Já ouviu o diálogo de uma menininha curiosa que quer saber de tudo, e uma mãe quase perdendo a paciência com tanta ousadia e audácia de uma criatura de 2 anos?

- Não entra aí menina!

- Por que, mamãe?

- Porque eu falei que não pode.

- Mas por que não pode?

- Porque tem o bicho-papão que vai te comer!

Aí a menina corre assustada e se esconde na perna da mãe. Ou então a criança não quer sentar-se na cadeirinha e colocar o cinto de segurança quando está no carro, e a mãe diz que a polícia vai colocar a criança na cadeia.

Os tantos “por quês” demostram o desejo de aprender, de entender as coisas. Para nós, mães, pode ser chato responder as perguntas de um toquinho de gente que quer saber de tudo. No entanto, a infância, acompanhada da curiosidade e da capacidade de aprendizado, pode ser um momento excelente para ensinar aos nossos filhos sobre um princípio muito importante para a vida deles. Bem, a física fala da lei da ação e reação. Já na Bíblia, encontramos o princípio da semeadura e da colheita: “Pois o que o homem semear, isso também colherá.” (Gálatas 6:7)

Colocando de uma forma bem simples: que tal ensinar aos nossos filhos que cada escolha que eles fazem tem uma consequência? Voltando ao exemplo do diálogo acima, por que não explicar a verdade ao invés de inventar que tem um monstro no quarto onde estão coisas perigosas?

- Ali dentro tem coisas que são perigosas, e se você mexer nessas coisas perigosas você pode se machucar muito e ter que ir pro hospital. Então mamãe não quer que isso aconteça.

Ou então:

- Você precisa colocar o cinto porque se precisarmos frear o carro, você não corre o risco de se machucar.

Quando ensinamos nossos filhos sobre as verdadeiras consequências e perigos de suas decisões (sempre de acordo com a idade e entendimento da criança), geramos neles desde cedo um sentimento de responsabilidade por suas atitudes. Quando os assustamos com histórias de bicho-papão, homem do saco ou cadeia, estamos gerando um medo desnecessário. E quando eles perceberem que as coisas que falávamos eram mentiras para assustá-los, é bem possível que mentalmente passem a crer que não é preciso ter cautela, pois já que o que os assuntava eram mentiras, não existe verdadeira razão para o cuidado.

Claro que é muito importante a criança aprender a obedecer aos pais simplesmente porque somos autoridades sobre a vida deles e eles devem nos obedecer. Por outro lado, é necessário também ensinar as crianças sobre escolhas e consequências, porque conforme forem crescendo, terão a possibilidade de fazer escolhas independente da nossa aprovação ou não. Se tiverem a consciência de que escolhas trazem consequências, analisarão melhor as circunstâncias antes de entrarem por maus caminhos por causa da pressão dos amigos ou algo semelhante.

Dias atrás estava na casa de uns amigos e achei muito legal a forma que a mãe lidou com uma situação. O filho dela estava brigando com as outras crianças e ela, com muita calma, disse a ele que acreditava que ele não estava fazendo uma boa escolha ao agir assim, e se persistisse naquela escolha (o comportamento agressivo) teria que ficar de castigo (a consequência).

Dr. Stavinoha, psicólogo infantil do Children's Medical Center em Dallas, diz que é importante permitir que as crianças façam decisões erradas. “Desde que não seja uma questão que possa afetar a segurança ou saúde das crianças, devemos deixá-las tomar certas decisões ruins, pois as más decisões vão ajudá-las a aprender sobre as consequências”, afirma.

Lembro-me de que toda vez que saía com um dos meus filhos, ele chorava que não queria colocar jaqueta e eu o obrigava, em meio a muita briga. Um dia, saindo do supermercado, a briga começou. Então o disse que se ele não quisesse colocar a jaqueta ele ficaria com frio, e que eu não pararia no meio do estacionamento para colocar a blusa nele. Ele teria que ficar com frio até chegar no carro. Mesmo assim ele disse que não iria colocar, então deixei que ele fosse até o carro sem a jaqueta, passando frio.

Ensinar nossos filhos a analisar consequências e tomar boas decisões é uma tarefa importantíssima, e o sucesso deles como adultos está diretamente ligado a essa habilidade, pois a vida é feita de uma sucessão de escolhas. “O temor do Senhor é o princípio da sabedoria, e o conhecimento do Santo é entendimento.” (Provérbios 9:10)



Por Tathiana Schulze
Jornalista e Escritora

Last Updated on Tuesday, 19 October 2021 19:46
 
« StartPrev123456NextEnd »

Page 1 of 6

Translate

Portuguese English Spanish