Home Portal Consular
Portal Consular | Segmento de cafés especiais se consolida como nova fronteira para o comércio entre Brasil e EUA
Monday, 16 May 2016 00:00


A história do Brasil sempre foi permeada pelo café. Mais recentemente, o fenômeno dos cafés especiais tem permitido a redescoberta desse produto brasileiro, trazendo consigo novas oportunidades e desafios para a cafeicultura nacional.

Diferente do produto convencional, os cafés especiais são fruto da união de fatores naturais e processos produtivos, nos quais a mão do homem e a aplicação de tecnologia fazem sensível diferença. Dadas as dimensões de seu território, o Brasil apresenta uma diversidade notável de regiões propícias ao cultivo. Atualmente, são identificadas 20 origens produtoras no país, diversidade inigualável que se traduz em uma oferta de cafés muito distintos, capazes de agradar diferentes paladares mundo afora.

Nesse cenário, é importante ressaltar que o reposicionamento dos cafés brasileiros no mercado internacional encontra amplo respaldo nas atividades da Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA), que há 25 anos milita pela promoção dos cafés de alta qualidade. Desde 2009, a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) tornou-se parceira dessas iniciativas por meio do projeto setorial Brazilian Specialty and Sustainable Coffees, e tem incentivado o salto de qualidade na produção nacional. As ações realizadas no âmbito deste projeto, como a feira SCAA Event e a missão de empresários em Atlanta, vêm sendo fundamentais para abertura e novas portas em mercados internacionais.

Como resultado, o Brasil tem reforçado a imagem da marca deste produto emblemático no mercado mundial e tem os estados Unidos como o principal comprador de seus cafés especiais. De 2009 a 2015, os norte-americanos investiram US$ 393,6 milhões na aquisição do produto, o que o colocou no topo do ranking das exportações brasileiras do nicho. Somente no ano passado, a principal potência econômica mundial gastou US$ 150,8 milhões com cafés especiais brasileiros, volume que representou um crescimento de 1.116% na comparação com 2009, ano do início do projeto setorial.

Uma das ações mais recentes nesse sentido foi organizada pelo Setor de Promoção Comercial do Consulado-Geral do Brasil em Atlanta, nos EUA. Em parceria com a BSCA, realizou-se uma rodada de negócios entre empresários nacionais e estadunidenses com o objetivo de fomentar novos contatos comerciais. Pelo lado brasileiro, a comitiva foi composta por nove empresas vinculadas à Associação, que apresentaram um panorama completo da diversidade dos cafés especiais do país, enfatizando suas ações voltadas para as responsabilidades social e ambiental. “Este evento contribuiu decididamente para reforçar o posicionamento de marca dos cafés brasileiros junto ao empresariado da maior potência econômica do mundo, que são os Estados Unidos”, explicou Adolfo Ferreira, presidente da Associação Brasileira de Cafés Especiais.

É válido destacar, ainda, que o Brasil possui um Market share de aproximadamente 35% no mercado cafeeiro mundial, o que implica que a cada três xícaras consumidas no planeta uma tem origem brasileira. Visto toda a representatividade da cafeicultura brasileira, principalmente no tocante ao nicho de especiais, pode-se afirmar que cada xícara da bebida brasileira consumida no mundo é um convite a uma viagem prazerosa pelo universo da “nação do café”.







Consulado-Geral do Brasil em Atlanta
Fotos: Manoel Oliveira

Last Updated on Monday, 16 May 2016 19:03
 
« StartPrev123456789NextEnd »

Page 9 of 9

Translate

Portuguese English Spanish