Home Fitness
Fitness | A verdade sobre os carboidratos
Wednesday, 15 February 2017 00:00


Por muito tempo a palavra carboidrato foi banida do vocabulário daqueles que buscam emagrecer. Como um passe de mágica, você corta os carboidratos da sua vida e todos os seus sonhos de um corpo perfeito se realizam, correto? Não. Essa afirmação não poderia estar mais longe da verdade. Muitas pessoas têm uma ideia equivocada sobre esse nutriente que, se consumido corretamente, pode trazer grandes benefícios à meta de sua dieta. É justamente a ingestão desse nutriente que gera o “bom emagrecimento”, ou seja, aquele em que a perda de peso significa perda de gordura.


Mas o que é carboidrato?


Os carboidratos são nutrientes responsáveis principalmente pelo fornecimento de energia para o organismo e que são constituídos por blocos de estruturas de carbono, oxigênio e hidrogênio. Eles são praticamente “açúcar puro”. Conforme o tamanho, eles podem ser monossacarídeos, oligossacarídeos e polissacarídeos, e são classificados em simples e complexos.

Os carboidratos simples possuem uma molécula de açúcar e sua digestão é mais rápida, o que não é uma boa escolha quando você estiver buscando perder ou manter seu peso, pois após a rápida absorção pelo seu corpo, uma imensa quantidade de açúcares é despejada em seu organismo fazendo com que ele produza grandes quantidades de insulina na corrente sanguínea. O resultado é o acúmulo desses nutrientes trazidos pela insulina, que se transformam em gordura e são armazenados pelo corpo causando baixos níveis de açúcar no corpo, o que desencadeará em indisposição, sono e mais fome. Se este ciclo vicioso se repetir muitas vezes, o corpo perde a sensibilidade à insulina, e este é o caminho perfeito para desencadear uma diabetes.

Alguns exemplos de carboidratos simples são: arroz branco, feijão, pão branco, massas, batatas, doces, farinha de trigo branca, cerveja, vinho, entre outros.

Já os carboidratos complexos são o contrário dos simples. São formados pela união de várias estruturas de carboidratos, geralmente associados a fibras. Por isso, têm digestão mais lenta, fornecendo nutrientes de forma constante durante a digestão. O resultado é menos fome, mais energia e disposição por mais tempo, uma perfeita produção de insulina, e dificulta o armazenamento de gordura no corpo. O consumo dos carboidratos complexos é o recomendado para quem quer ter uma dieta balanceada e manter ou perder peso.

Alguns exemplos de carboidratos complexos são: arroz integral, massa integral, batatas doce, pão integral, aveia, produtos integrais em geral, legumes em geral, frutas em geral etc.

Dentre as diversas funções dos carboidratos, a que merece mais destaque para os que praticam esportes é a produção de ATP (trifosfato de adenosina), considerado o combustível do organismo. Os carboidratos devem ser priorizados como principal fonte de energia para o organismo, pois liberam uma grande quantidade de energia importante para a execução de movimentos, como a contração muscular.


Qual a quantidade correta de consumo dos carboidratos?


A porcentagem de carboidratos dentro de uma dieta não deve ultrapassar 65%. Ao serem consumidos, os carboidratos são digeridos até serem transformados em glicose. São estocados como glicogênio, principalmente no fígado e no músculo, para serem utilizados quando o organismo necessitar de energia.

Consuma diariamente carboidratos complexos, proteína magra e gordura (que não seja saturada). A distribuição calórica para uma dieta depende de sua idade, sexo e porte físico, mas a quantidade total diária em porcentagem sempre deve ser dividida em 55% de carboidratos, 25% de proteínas e 20% de gordura.

A gordura é nosso estoque de energia. Se você não come carboidrato, que também é uma fonte de energia, seu corpo entenderá que deve guardar a gordura para um momento de emergência e você vai perder músculos, o que nunca é uma boa ideia durante uma dieta.

Lembre-se que após a atividade física devemos consumir não somente carboidratos, mas também proteínas para auxiliar na reparação tecidual do músculo. Busque ingerir mais carboidratos complexos, como as massas integrais, batata doce, cereais, milho, mel, tapioca, gérmen de trigo, aveia, centeio, farelos dos cereais, legumes, feijão ou grão-de-bico, mandioca, milho, linhaça, quinoa, pêssego etc.

Cortar bruscamente um tipo de comida do seu cardápio (como pão ou carne ou doces) é uma receita para o fracasso de uma dieta. Diminua a quantidade de carboidratos ingeridos. Aos poucos, vá diminuindo as porções até alcançar o seu objetivo. Mas jamais corte completamente uma categoria inteira de alimentos, como carboidratos ou gorduras insaturadas, como as encontradas em peixe, abacate, azeite e grãos.

Last Updated on Wednesday, 15 February 2017 13:46
 


Translate

Portuguese English Spanish