Home Espaço Mulher
Espaço Mulher | A GINECOLOGIA E O SUPORTE À SUA SAÚDE MENTAL


Como profissional de saúde feminina, muitas vezes me perguntam se posso cuidar de seus medicamentos para ansiedade ou depressão em minha clínica. Minha resposta é sempre: “Claro! Estou surpresa que você sentiu que tinha que perguntar!” Às vezes, as pessoas não têm informações suficientes sobre o que podemos e não podemos oferecer como médicos de especialidades como a ginecologia. Nossa sociedade e os médicos, principalmente os especialistas, se esqueceram de como cuidar da pessoa toda, em sua plenitude.

A COVID-19 e as mensagens durante os Jogos Olímpicos de Tóquio trouxeram à tona nossa falta de cuidado e consideração pela saúde mental.

Os causadores de estresse que todos já enfrentávamos foram agravados por uma pandemia. E nas comunidades de imigrantes, isso afetou fortemente. Imagine ter seu primeiro filho em um país que você não fala a língua e não tem acesso ao sistema de saúde; você não poder sair do país e sua família não poder vir... Você se sente preso, não é mesmo? Esse é apenas um dos muitos exemplos de como a pandemia criou um vórtice que afetou nossa saúde mental e física.

Acredito que a melhor forma de abordar a nossa saúde é incorporar tudo o que sabemos e temos à nossa disposição. Usar o que temos em casa, como plantas e suplementos, nossa comunidade, igreja, terapia e as ferramentas que temos em uma clínica ou hospital. É importante pensarmos e usarmos todos esses recursos para voltar a esse lugar saudável física, emocional e espiritualmente. É por isso que escolhi chamar a minha clínica de Women’s Integrative OBGYN, “obstetra integrativa da mulher”.


Você pode e deve perguntar sobre apoio para sua saúde mental. Todo médico foi treinado para fazer isso, a menos que você tenha um diagnóstico psiquiátrico crônico complexo ou esteja tendo efeitos colaterais significativos ou falha na terapia e nos medicamentos para ajudar. Seu médico, não importa quem seja, deve estar preparado para cuidar de você.


COMO É ESSE CUIDADO?


Quando você vem me visitar, eu pergunto “como você está se sentindo?”, “o que há de novo com você?” A resposta pode ser “ótima!” ou “ansiosa, tensa, com medo, cansada, com raiva, deprimida”. Esses são sintomas comuns indicadores de que há algum problema emocional. Muitos dos meus pacientes vêm à clínica acreditando que têm um “desequilíbrio hormonal”. Frequentemente, esses sintomas comuns resultam de problemas crônicos de humor, como ansiedade e depressão; eles vêm de perda de cabelo semelhante ao estresse, fadiga, ganho de peso, falta de sono, mudanças de humor espontâneas com extrema raiva ou tristeza. Embora seja verdade que mudanças nos hormônios como tireoide ou estrogênio podem ter sintomas semelhantes, a causa mais comum desses sintomas são os estressores de nossa vida e têm efeitos em nossa mente e, portanto, em nossos corpos.

Nossa mente e corpo estão conectados. Você sabia que o estresse pode até mesmo desencadear reações alérgicas em todo o corpo, como urticária? Você pode manifestar fisicamente o estresse, a dor, a tristeza ou a ansiedade. A mente é uma coisa poderosa e incrível, mas também pode arrastar nossos corpos para baixo se não notarmos e cuidarmos dela.


O QUE POSSO FAZER EM CASA E QUANDO DEVO PROCURAR AJUDA PROFISSIONAL?


Primeiro, otimize a sua saúde! Fique atento para ter um bom sono, beba bastante água (3-4 litros por dia) e tome um multivitamínico (especialmente com zinco para combater os vírus). Faça exercícios leves a moderados e escolhas alimentares saudáveis (eu recomendo a dieta mediterrânea). Evite cafeína em grandes quantidades, bem como produtos à base de álcool ou nicotina. Remova mídia de alta tensão, evitando as notícias ou filmes e programas assustadores ou violentos por um tempo. Cerque-se de pessoas que você sabe que são do seu interesse. Medite, vá para um lugar que deixe a sua mente mais pacífica. Todos nós sabemos dessas coisas, mas às vezes retornar ao básico pode fazer grandes diferenças. Quando sinto um resfriado chegando, pulo direto para essa etapa.

Procure um profissional de saúde quando você disser: “Doutor, meu humor está afetando as pessoas ao meu redor. Sinto que estou perdendo o controle.” É nesse momento que você precisa procurar ajuda profissional. Apesar de nossa autoconsciência e tentativas de melhorar, ainda estamos lutando. Como seu provedor de saúde, eu avalio a gravidade da interrupção e se um medicamento SSRI (medicamento que aumenta a serotonina) ou outro poderia ser útil. Sempre recomendo terapia com qualquer medicamento que prescrevo, podendo ela ser não somente com um psicólogo, mas também pode ser um pastor ou conselheiro. Precisamos conversar sobre como estamos manifestando fisicamente nossa dor mental. É assim que curamos.

Lembre-se de que esse pode ser um processo lento, nada é instantâneo. Tenha paciência! A maioria dos medicamentos leva de quatro a oito semanas para ter um efeito duradouro e pode ter alguns efeitos colaterais, como sonolência ou diminuição da libido, que são os mais comuns. Os estressores da vida geralmente duram de meses a anos. Não há “maldade” se você precisa de medicação para ajudar por curtos ou longos períodos. É claro que, quando você se sentir melhor, diminuímos lentamente a medicação e suspendemos conforme apropriado.

Cuidado! Procure ajuda imediatamente se você tem tido frequência de pensamentos ou sonhos estranhos em que morreu ou acha que não deveria mais existir; ou está tão zangado ou triste que pensou em machucar um ente querido ou filho, tanto física quanto emocionalmente. Este é um sinal imediato de que você deve procurar ajuda. Você corre o risco de machucar a si mesmo ou a alguém que ama porque sua mente está doendo muito. Se você alguma vez pensar ou acreditar que pode tirar sua vida ou a de outra pessoa, você pode entrar em qualquer pronto-socorro ou ligar para a linha direta de suicídio para obter ajuda imediata. A ajuda existe.


National Suicide Prevention Lifeline
Disponível 24 horas,
7 dias por semana
em Inglês e Espanhol
Phone: 800-273-8255


Lembre-se de que seu médico, até mesmo seu ginecologista, está sempre aqui para ajudar. Eu me vejo como o principal ponto de contato para as mulheres da família, estou aqui para apoiá-las. Quero saber o que você está sentindo e como posso ajudar a guiá-la para o seu melhor, não apenas no físico, mas também no mental e emocional.



Dra. Stacey Pereira
Ginecologista e Obstetra
Brasileira em Atlanta
Women’s Integrative
OBGYN
404-388-6219

 
« StartPrev123456NextEnd »

Page 1 of 6

Translate

Portuguese English Spanish